1 de nov de 2009

Homofobia em marcha estudantil da UFV

   No último sábado, dia 31 de outubro, uma bandeira do Orgulho Gay foi queimada por, segundo testemunhas, três estudantes universitários durante o evento Marcha Nico Lopes 2009, organizado pelo Diretório Central dos Estudantes da Universidade Federal de Viçosa. O DCE-UFV, responsável pela marcha, que deveria possuir caráter essencialmente político, foi informado por três vezes sobre o ocorrido e nada fez.



   A bandeira foi levada à Marcha Nico Lopes por integrantes do bloco “Viçosa grita contra a homofobia: pode ser seu pai, sua mãe ou sua tia”, organizado pelo grupo de diversidade sexual Primavera Nos Dentes. Em determinando momento, a bandeira foi exposta no trio elétrico contratado pelo DCE-UFV, com o consentimento deste. Alguns minutos adiante, a bandeira se soltou de onde estava presa e, segundo relatos de outros estudantes que estavam por perto, três universitários atearam fogo na bandeira, enquanto faziam comentários homofóbicos como “aqui não é lugar para isso” e “aqui não é Juiz de Fora”, cidade referência na Zona da Mata de Minas Gerais pela visibilidade dos espaços destinados à população LGBT. 

   O ato, de flagrante homofobia e tolhimento da participação da camada LGBT no evento político Marcha Nico Lopes, foi filmado por pessoas presentes no momento. O grupo de diversidade sexual Primavera Nos Dentes foi informado do acontecido pouco depois e imediatamente se dirigiu ao DCE-UFV, que nada fez a respeito. O DCE-UFV foi procurado por mais duas vezes, na figura de duas pessoas diferentes, e permaneceu em silêncio. O que sobrou da bandeira queimada foi resgatado pelo grupo Primavera Nos Dentes, mas, na promessa de explicitar o acontecido, foi entregue ao DCE-UFV, que permanece com ela até então.


   A Marcha Nico Lopes, que chegou este ano à sua 80ª edição, até o ano passado vinha resgatando seu caráter original político-combativo, que a tornou referência no movimento estudantil mineiro e deu visibilidade ao bloco contra a homofobia em 2008. Contudo, este ano a gestão “Com a cara do estudante” do DCE-UFV optou por um formato que acarretou em um esvaziamento do debate político, ao valorizar mais a cerveja liberada e o axé do trio elétrico do que as pautas políticas presentes nos blocos. Ao final da Marcha Nico Lopes 2009, o evento, mesmo com a perda de seu caráter político, foi referendado pelas falas do Reitor da UFV, do presidente da União Nacional dos Estudantes, dentre outras autoridades. E mais uma vez não se tocou no assunto da bandeira queimada.


O grupo de diversidade sexual Primavera Nos Dentes acredita que o fato explicita a importância de uma organização LGBT dentro da UFV e pede o apoio de tod@s em mais este triste episódio no combate à homofobia universitária. Dessa forma, viemos a público manifestar nossa indignação diante da homofobia ocorrida dentro da Marcha Nico Lopes da UFV, bem como pedir apoio na publicização dos fatos e no envio de manifestações de repúdio aos organizadores do evento e autoridades da Universidade Federal de Viçosa.


E-mails:


Diretório Central dos Estudantes – dceufv2009@gmail.com
Reitoria – reitoria@ufv.br
Reitor Prof. Luiz Cláudio Costa – l.costa@ufv.br



Indignad@s,
Primavera Nos Dentes
Grupo de diversidade sexual da UFV

42 comentários:

  1. Se vocês quiserem, podem fazer um movimento em particular, e não associar a nico lopes a um movimento seus, não é homofobia, temos que aceitar diversidades, mas não imposições...é apenas protesto

    ResponderExcluir
  2. quer dizer q o movimento tem q ficar no privado para não desrespeitar todas as pessoas "normais" que estão nas ruas?!
    protesto é o q o bloco estava fazendo...exingindo respeito, algo q deveria ser dado a todo e qq ser humano, independente da pessoa q vc ama!

    ResponderExcluir
  3. A seleção natural vai se encarregar de se livrar dessa parte não "normal" como dito anteriormente.

    Queimar bandeira também é uma forma de protesto!

    ResponderExcluir
  4. Anônimo, meu querido neonazista fantasiado de democrático: "Normal" é um conceito que varia com o tempo, e seleção também.

    Dizer que queimar bandeira é uma forma de protesto é a mesma coisa de dizer que queimar pessoas também.

    ResponderExcluir
  5. Muita gente defende essa causa de homossexualismo puramente por motivos políticos e fica evidente nesse blog com dizeres do tipo:
    "...este ano a gestão "com a cara do estudante" do DCE-ufv opta por um formato que acarreta em um esvaziamento do debate político...valorizam mais a cerveja liberada e o axé do trio elétrico..." Todos vocês bebiam cerveja e se alegravam as pampas com o trio elétrico.. pouco dando valor, também, para as questões mais importantes de cunho social ou político desse pais. Devia sim a Nico Lopes ser um movimento de protesto mais sério e não a putaria declarada em seus movimentos. Muitos que defendem essa causa, nem são bichas, lésbicas, simpatizantes, etc.. mas o fazem por questões de modismo. Até mesmo as mulheres, que se sentem menosprezadas nos seus idealismos feministas, encontram no movimento primavera nos dentes, simplesmente um parceiro pra se lamentarem. Isso é verdadeiramente um tiro no pé do movimento que vocês defendem. Torna-se um movimento sem fundamentos.
    O mundo se encontra nessa desgraça, porque as pessoas vivem de imagens, de publicidades, de revistas, de modismos, esquecem do substancial. O trio elétrico estava pra representar todo mundo e não só o movimento GLS. Por que não tinha então a bandeira da legalização da maconha ou do MST, por exemplo? Uma bandeira é apaenas um símbolo, e o simbolo muitas vezes serve pra muitas coisas, menos pra representar de fato o que o gerou. Ficam todos vivendo de símbolos... É preciso queimá-los.

    ResponderExcluir
  6. Assisti a esta cena lamentável durante a marcha Nico Lopes, falamos por duas vezes com os seguranças presentes, que disseram nada poder fazer.

    Acho que, muito além da discussão sobre o homofobismo, esta questão nos faz pensar sobre a falta de respeito do ser humano com ele mesmo. Que cada um tenha uma opinião é justo, mas que uns não aceitem a opinião [e a escolha] de outros de uma forma tão grotesca como foi este ato, já é a simples falta de humanidade e de tolerância.

    A Marcha Nico Lopes é [ou era, ou deveria ter sido] um espaço para a discussão e para a diversidade. E, mesmo com a deturpação deste fim pela organização deste ano, uma cena deplorável como aquela não deveria ser vista em um ambiente universitário, onde espera-se que as pessoas sejam, no mínimo, educadas.
    Lamento pelos "seres humanos" que praticaram este ato. É triste ver a necessidade de superioridade, quando sabem não ser.

    Não sou homossexual, mas respeito a todos e acho que, a falta de normalidade não está nisso, mas sim, na falta de humanidade.

    E ver essa falta de humanidade estampada por palavras nestes comentários aqui, é mais lamentável ainda.

    ResponderExcluir
  7. Infelizmente, muita gente ainda acha que para defender um grupo deve-se fazer parte dele 100%.

    Não é questão de imagem ser heterossexual e defender as causas gays. É questão de entender a dor de um grupo e tentar inseri-lo na sociedade.

    Se alguém acha que queimar uma bandeira não tem um simbolismo nenhum, eu só posso lamentar.

    ResponderExcluir
  8. O que o movimento veio tentar defender na Marcha foi o respeito...entender q há diversidade e que ninguém deve ser discriminado pelas suas escolhas.

    queimar uma bandeira tem uma simbologia muito grande...mostra a intolerãncia e a falta de humanidade entre as pessoas...

    creio q o bloco veio no intuito de colocar a homosexualidade em debate, contudo a pseudo Marcha, q deveria ter tido um cunho politico como vinha retomando nos ultimos anos...o DCE devia sim ter tomado uma atitude ao saber do acontecido...é inadimicivel q algumas pessoas se achem no direito de desrespeitar as outras.

    a micareta q aconteceu no sábado divertiu a todos...isso sem duvida...e pq não divertiria as pessoas q estavam no bloco contra a homofobia?!

    só de ter um bloco q trata a temática já é uma forma de colocar isso para o campus e dizer q não há apenas heterossexuais em Viçosa. E como já foi bem colocado, é questão de entender a dor de pessoas e tentar inseri-las na sociedade que movimentos universitários como o Primavera nos dentes vem atuar e pode apostar q não apenas um grupo de apoio.

    ResponderExcluir
  9. Boa tarde, companheir@s!
    Concordo que queimar bandeiras seja sim uma forma de protesto. Assim como se existisse uma bandeira que simbolizasse o preconceito, eu adoraria queimá-la. É uma questão de refletir de que lado estamos, do lado d@s oprimid@s ou d@s opressores. Queimar uma bandeira que simboliza a luta da população LGBT, que historicamente foi e é oprimida nesta sociedade, representa claramente uma postura de quem está do lado da classe dominante, da classe que oprime, e, claro, de quem está contra o povo.
    O fato de não ter uma bandeira do MST ou de qualquer outro movimento social, não justifica a bandeira LGBT ter sido queimada. Aliás, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra e os demais movimentos sociais que se propoem a construir uma nova sociedade, com novos valores, se posicionam totalmente contra as opressões de gênero e sexualidade.

    Querid@s companheir@s do Primavera, nós do Pontes estamos a disposição (na medida do possível) para o que for preciso. Seguiremos junt@s nessa luta!

    "Vamos seguir luchando y poniendo el cuerpo/
    Vamos a construyer el poder del pueblo!"

    Há braços coletivos,

    Mariana Oliveira
    Grupo Pontes de Diversidade Sexual
    Federação d@s Estudantes de Agronomia do Brasil

    ResponderExcluir
  10. Bem, eu não estava nesse negócio de Nico Lopes, eu acho isso um despropósito. Um bando de adolescente pulando sem. Minha idade já está um pouquinho avançada para isso. Mas, sou amigo do pessoal do Primavera e fiquei sabendo do acontecido. Prieiro eu queria falar que essas artrocidades são ridículas, coisas de playba que não tem o mínimo respeito pela diferença, que não tem inteligência nem sensibi8lidade para perceber que tudo que o mundo precisa é de bondade, união, que precisamos tirar o dedo do cu e fazer algo que preste pela natureza, pelos outro, pela nossa evolução. Queimar bandeira? Meus Deuses, que povo alienado! Isso foi há alguns anos, onde as pessoas eram unilaterais, burras e ignorantes. Vamos continuar assim? Não participeri da Mico Lopes, preferi ficar em casa vendo filme, lendo, qualquer coisa, mas entendo que as pessoas querem pular e griatar na rua (sem o menor propósito real), eu já fiz isso, mas por favor, seus idiotas, pelo menos não sujem as ruas, vão sujar as casas de suas mães!

    Só pra acabar, essas pessoas covardes,ANÔNIMAS, que falam acima, não sei se é só uma pessoas boba, mas não importa...esse "anonimato", eu repudio! Seus argumentos toscos e imbecis... Eu repudio! Parece coisa de playba, preconceituoso, que acharia normal tacar fogo na própria mãe!

    ASS: Francisco Thiago Cavalcanti

    ResponderExcluir
  11. Colegas de luta e militância,

    Em primeiro lugar, quero dizer que a ABRAGAY - Associação Brasileira de Gays, entidade de caráter nacional em defesa da cidadania LGBT - se solidariza com o Primavera e se coloca à disposição para oferecer apoio no que for decidido pelo grupo no que se refere a esse fato lamentável. Sugiro entrar em contato com Osmar Resende, da Libertos Comunicação e também associado à ABRAGAY, em BH: http://www.libertos.com.br/

    Em segundo lugar, quero lamentar o infeliz comentário de que "não é adequado misturar homossexuais com a Marcha Nico Lopes". É preciso entender que TODO o movimento social deve trabalhar unido, inclusive em respeito às diferenças e particularidades de cada segmento. Porque essa é a verdadeira essência da democracia - e porque as forças sociais de opressão têm como alvo cada segmento e todos os segmentos: a cidadania das populações carentes, os direitos da mulher, a acessibilidade da pessoa com deficiência, a histórica opressão das populações afro-descendente e indígena etc.

    Sugiro que a UFV realize seminários e debates sobre a diversidade sexual e de gênero, para desmistificar alguns conceitos equivocados e promover a visibilidade. Uma Semana de Diversidade, evento anual nos moldes do que já acontece na UFRJ e na UERJ, por exemplo. E também sugiro um ato, uma manifestação para deixar claro que esse tipo de violência e discriminação não pode passar em brancas nuvens.

    Que se queimem bandeiras nazistas! Mas nunca uma bandeira que simboliza paz, amor e respeito!

    ResponderExcluir
  12. Com o debate se fortalecendo, como o aqui proposto neste blog, talvez o movimento ganhe força e seja ouvido. O que antes seria passado despercebido, ganha notificação, mesmo que mínima, mas que já surge para demonstrar uma nova postura que se inicia, como o tweet enviado pelo reitor Luis Cláudio. Continuem o trabalho...

    ResponderExcluir
  13. Bom, quero crer o episódio homofóbico não representa a maioria do pensamento na UFV. De toda forma, o episódio tem de ser investigado. É uma clara incitação ao ódio.
    E, por favor, não façam disso uma guerra política. Ridículo se fizerem.

    ResponderExcluir
  14. A nico lopes, não é parada gay, para que vcs coloquem a sua bandeira notrio, como se fosse sim uma parada gay, estava parecendo, que todos ali presentes concordavam com aquilo. Fogo na babilonia Hlera!!!!

    ResponderExcluir
  15. Acredito que possamos fazer uma bandeira ainda maior e estende-la por tda a reta numa segunda-feira bem movimentada da ufv, alguem disse que a seleçao natural se encarregará de nós mas a seleção natural tb se encarregará de que muitos outros como nós apareçam e confirmem que os humanos são sim diversos. Esse discurso de Seleção natural eliminar homossexuais parece o do Ahmadinejhad falando que o Irã não tem homossexuais pq todos são assassinados. Se decidirem fazer uma nova e maior bandeira contem com minha ajuda. A queima dessa bandeira vem como a da Fenix voltaremos mais fortes e maiores. Saudações

    ResponderExcluir
  16. Tantas coisas pra se pensar, e vocês nessa discussao idiota???

    Vão se ferrar, o Brasil está precisando de algo maior e melhor(não levem por trás). Seus votos valem muito mais que isso. Se lembram em quem votaram na ultima eleição? Procurem melhorar onde estão, e não é dessa forma, taxando gratuitamente movimentos de opressores, ou isso ou aquilo. É opinião de cada um perder tempo para algo que deveriam nem se importar...vão à merda, façam algo de útil, não dar desculpas de quem "é assim ou assado..." e brigando por ser "assim ou assado"

    ResponderExcluir
  17. Não tinha noção de que os homosexuiais
    têm tanto poder!Estou vendo pelos comentários acima de que tanta argumentação "barata" está atraindo muitos votos e opiniões, fora de qualquer foco. Coloquem os pés no chão e a bunda onde quiserem.

    ResponderExcluir
  18. Gente... passo mal com essas bixas enrrustídas que gostam de dar pinta de homofóbicas...

    Se fosse seguro da sua sexualidade nao estaria aqui fazendo tanta campanha contra né?

    fikadika

    ResponderExcluir
  19. Anônimo tenho 37 direitos retirados de mim simplesmente por gostar de alguem do mesmo sexo, acho que o Brasil precisa de algo maior e melhor sim e por isso mesmo luto por mais direitos.

    Abço

    ResponderExcluir
  20. Perdendo tempo com discussão idiota?

    Talvez seja idiota pra quem tenha o interesse em manter as coisas como estão, ou pra quem não faça diferença. Mas você não acha muita cara-de-pau afirmar pra alguém que tem dezenas de direitos retirados por causa de um preconceito ignorante que a luta por sua liberdade é discussão idiota?

    Esse tipo de violência simbólica que ocorreu na Nico Lopes e está ocorrendo aqui novamente é responsável pela marginalização e punição de pessoas que simplesmente não amam, se relacionam ou fazem sexo da forma como você faz. E que só faz porque te ensinaram desde criança que é pra fazer assim.

    Eu estou tão certo dos meus direitos e opiniões que venho aqui, afirmo que sou gay diante de um monte de homofóbicos e ainda assino abaixo. E você, que, por não conseguir admitir sua ignorância, se esconde no anonimato? Mostra a cara, uai. Tá com medo de quê? De ser provado errado?

    ResponderExcluir
  21. Enviei esse email para a reitoria quem quiser enviar tb

    Olá,

    Recentemente durante a manifestação Marcha Nico Lopes 2009 da UFV uma bandeira do arco-íris, simbolo da diversidade sexual no mundo, pertencente ao grupo Primavera nos Dentes foi queimada. As demonstrações de homofobia na UFV são constantes por parte de alunos e professores e nada é feito a respeito. Espero que a Reitoria e o DCE demonstrem seu descontentamento em relação ao ocorrido.

    Saudações

    ResponderExcluir
  22. "A alegria do palhaço é ver o circo pegar fogo"

    ResponderExcluir
  23. "INEXISTE NO MUNDO coisa mais bem distribuída que o bom senso, visto que cada indivíduo acredita ser tão bem provido dele que mesmo os mais difíceis de satisfazer em qualquer outro aspecto não costumam desejar possuí-lo
    mais do que já possuem. E é improvável que todos se enganem a esse respeito; mas isso é antes uma prova de que o poder de julgar de forma correta e discernir entre o verdadeiro e o falso, que é justamente o que é denominado bom senso ou razão, é igual em todos os homens; e, assim sendo, de que a diversidade de nossas opiniões não se origina do fato de serem alguns mais racionais que
    outros, mas apenas de dirigirmos nossos pensamentos por caminhos diferentes e
    não considerarmos as mesmas coisas. Pois é insuficiente ter o espírito bom, o mais importante é aplicá-lo bem. As maiores almas são capazes dos maiores vícios, como também das maiores virtudes."

    Meu isqueiro está lotado de gás...kkkk
    tem mais bandeiras por ai??

    ResponderExcluir
  24. Uau... gente.... caramba....
    não dá para acreditar... isso não pode ficar assim. Mas, acredito que isso seja fruto da mais pura desinformação. Coloco aqui meu protesto e vejo o quão maravilhoso no sentido de esclarecimento está sendo o primavera nos dentes.

    Ana Maria Dietrich
    Doutora em história Social USP

    ResponderExcluir
  25. Queimar bandeira? Que ato mais imbecil, isso pq se trata da festa ser realizada em uma cidade teoricamente dentetora do conhecimento pena q isso num venha com educação.Algumas pessoas mencionaram q a festa num é um movimento espcifico (GLBT)? Realmente não, a festa em si é uma união de ideias onde se espera no minimo respeito por quem esta ao seu lado.É vergonhoso nos tempos atuais esses tipo de ato ainda ocorra...Fica meu protesto.. e viva a diversidade.

    ResponderExcluir
  26. Quando vão entender que não interessa com quem a outra pessoa vai pra cama?
    Temos que gostar da pessoa, não da sua opção sexual, vamos lá grande grupo de cultura privilegiada.
    Ai dentro ta chei de caras que fazem tipo e são
    gays
    è mais ou menos isto

    ResponderExcluir
  27. "Nos deram espelhos e vimos um mundo doente..."

    ResponderExcluir
  28. Porra galera vc tbm são foda, fica fazendo tempestade em copo d'agua e ficam aproveitando da situação pra tentar denegrir a gestão atual do DCE. A galera nem chegou a queimar a bandeira, tentaram mas não conseguiram queimar. Esse ato foi um protesto por ela está presa no trio, simbolizando que era uma parada gay, não pq os homosexuais não tem espaço na UFV.

    ResponderExcluir
  29. as banderiras só servem pra dividir o mundo... e na divisão não existe igualdades de vantagens..devíamos discutir problemas mais comuns a todos como o caso do lixo, da corrupção, da poluição.. Me espanta a vontade do homem de se justificar no plano do individual ou do grupo..

    ResponderExcluir
  30. Isso tudo virou viadagem!

    hehe

    ResponderExcluir
  31. Movimento precisa de pessoas, e acredito que o grupo GLS estava presente ali para apoiar!
    Quando fizeram isso, simplesmente se perdeu a idéia que se propunha.
    Os aliados em prol da mesma causa entraram em conflito... Que conflito? Queime a bandeira do seu time, e veja como você vai se sentir a este respeito.

    Indiferente da pessoa com quem eu durmo, com quem eu transo, eu beijo, eu namoro: Sou ser humano, uma pessoa normal, que paga impostos, que vota, que tem contas, que tem emprego, que tem sentimentos, que tem idéias, que tem conhecimento e inteligência o bastante para respeitar o outro.

    Deixo aqui meu apoio ao Primavera nos Dentes!

    Que a UFV repensem os cidadãos que estão formando dentro desta universidade, que até então tinha minha admiração.
    Dominar somente o que o curso se pretende é formar burros que só enxergam para frente, deve-se formar humanos antes de tudo.

    Estudo em uma Universidade Católica de Belo Horizonte, e na mesma antes de TUDO se tem respeito um pelo outro.
    Abraços.
    Carlos

    Acredito que este texto diz tudo!

    Loucos e Santos

    Escolho meus amigos não pela pele ou outro arquétipo qualquer, mas pela pupila.
    Tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante.
    A mim não interessam os bons de espírito nem os maus de hábitos.
    Fico com aqueles que fazem de mim louco e santo.
    Deles não quero resposta, quero meu avesso.
    Que me tragam dúvidas e angústias e agüentem o que há de pior em mim.
    Para isso, só sendo louco.
    Quero os santos, para que não duvidem das diferenças e peçam perdão pelas injustiças.
    Escolho meus amigos pela alma lavada e pela cara exposta.
    Não quero só o ombro e o colo, quero também sua maior alegria.
    Amigo que não ri junto, não sabe sofrer junto.
    Meus amigos são todos assim: metade bobeira, metade seriedade.
    Não quero risos previsíveis, nem choros piedosos.
    Quero amigos sérios, daqueles que fazem da realidade sua fonte de aprendizagem,
    mas lutam para que a fantasia não desapareça.
    Não quero amigos adultos nem chatos.
    Quero-os metade infância e outra metade velhice!
    Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto;
    e velhos, para que nunca tenham pressa.
    Tenho amigos para saber quem eu sou.
    Pois os vendo loucos e santos, bobos e sérios, crianças e velhos,
    nunca me esquecerei de que "normalidade" é uma ilusão imbecil e estéril. (Oscar Wilde)
    Desejo menos ‘normalidade’ e mais felicidade a todos...
    Menos padrão, e mais emoção...
    Menos hipocrisia, e mais honestidade.
    Menos exclusão, e mais justiça.
    Menos preconceito, e mais aceitação.
    Menos egoísmo, e mais solidariedade.
    Sintam-se mais,
    Vivam-se muito
    Aceitem-se todo
    Conheçam-se em tudo...
    Experimentem-se...
    E complementem-se a mando do seu coração.

    ResponderExcluir
  32. Total apoio ao grupo Primavera.

    Marcha não é lugar de levantar bandeira gay? Aonde então, meus caros coleguinhas homofobicos, é possível levantar a bandeira pelo direito à diferença?

    Lutar contra uma sociedade sexista, machista, homofobica e racista é político e ideológico sim. E tem que ser pautado em todos os espaços como também a Marcha.

    Queimar a bandeira não é simplesmente um direito a se manifestar contra a bandeira levantada no trio, é perpetuar a intoleracia e a opressão, é dar continuidade a esse discurso ridiculo de "seleção natural", dos "anormais", dos "outros".

    Fala sério, moçada, em que mundo vocês vivem? Direito a educação, a saúde não é maior que o direito a ser GAY, a ser negro, a ser mulher...

    Esse discurso todo aqui, esse blablabla é o que pode movimentar mudanças. Não acredito que seja para denegrir a imagem do DCE, mas sim, repudiar a total indiferença desta entidade para um fato de extrema importancia.

    Fica, então, meu apoio ao grupo e minha total indignação com o acontecido e com a manifestação de idéias intolerantes e preconceituosas.

    ResponderExcluir
  33. Penso que é tudo uma questão de ponto de vista:
    * Uma bandeira do MST no trio elétrico do DCE seria vista:
    - com naturalidade pelo cidadão "comum",
    - com entusiasmo pelos defensores dos trabalhadores rurais,
    - com repúdio pelos ruralistas, latifundiários, grilheiros e "direitistas" de toda espécie,
    - etc...
    * Uma bandeira do movimento GLBT no trio elétrico seria vista:
    - com naturalidade pelo cidadão "comum,
    - com entusiasmo pelos gays, lésbicas e simpatizantes,
    - com repúdio pelos gays e lésbicas enrustidos, pelos intolerantes, pelos "caretas" de toda espécie,
    - etc...
    Mas penso também que é uma questão de Direito, pois homossexualidade não é crime, homofobia é; daí a responsabilidade,o papel do DCE e dos dirigentes da UFV.

    ResponderExcluir
  34. Que pena! Será que a UFV está se emburguezando e se encaretando? Há dez anos atrás os gays desciam a PH Rolfs travestidos, "fechando", e parece que chocavam menos do que uma bandeira colorida.

    ResponderExcluir
  35. Vcs tão procurando sarna pra se coçar!
    Crime queimar a bandeira? crime seria se a galera agredissem vcs verbalmente ou fisicamente.
    Se saia rapaz vcs tão é de conversa!!

    ResponderExcluir
  36. Não acredito que isso esteja acontecendo... Aos "queimadores de bandeiras", em que mundo vivemos? Voces se acham melhor que qualquer outra pessoa?
    A "seleção natural" vai acabar é com os que nao se adaptam e aceitam as mudanças e as pessoas que vivem em 'sociedade'.

    ResponderExcluir
  37. quem queimou bandeira deve ser uma bicha inrustida.... que deve ter feito altas pegações pela ufv a noite.....o pior são os representantes do dce q tb tem gay no meio e naum deram a minima atenção ao ocorrido.

    ResponderExcluir
  38. Sobre "colocar os pés no chão e a bunda onde quiser" - em primeiro lugar, todo mundo que sofre discriminação tem os pés muito bem localizados no chão, pois vive uma realidade diária.

    No caso LGBT, pode ser ainda pior do que o crime de racismo, porque hoje uma criança negra ou indígena é criada sabendo da história de seus antepassados e aprende desde cedo a sentir orgulho de suas origens e de quem ela é.

    Enquanto isso, o rapaz gay é hostilizado pelo pai machista, a menina lésbica é estuprada pelos colegas para 'aprender a gostar de homem' e a travesti adolescente é expulsa de casa e não consegue permanecer na escola, acabando por se prostituir para sobreviver. E essas pessoas ainda têm que ouvir da sociedade que a 'culpa' de seus infortúnios é delas mesmas, que bastaria 'mudar' para serem felizes - como se alguém realmente pudesse ser feliz vivendo uma mentira. 'Ex-gays' são pessoas em negação e os piores homofóbicos que existem: não conseguem nos outros a felicidade que negam a si mesmos.

    Em segundo lugar, sobre a questão da "bunda", basta lembrar que quem 'come' também gosta e, portanto, também é homo ou bi. Sempre que leio frases assim penso como o autor - que se deu ao trabalho de vir ao blog e ler as outras mensagens - deve ser recalcado, mal amado e ter baixa auto-estima. Mas, não se preocupe, homofobia tem cura, basta você aceitar a si mesmo em seu coração.

    ResponderExcluir
  39. nos de ponte nova,presentes na marcha estudantil da UFV,assistimos tudo aquilo com total desprezo e vergonha...Justiça seja feita e os culpados punidos,senão onde iremos parar?
    A "seleção natural" vai acabar é com os que nao se adaptam e aceitam as mudanças e as pessoas que vivem em 'sociedade'.

    ResponderExcluir
  40. E nao duvido nada que quem tenha queimado aquela bandeira nunca tenha experimentado...
    porque o tanto de enrustido que tem nessa ufv não tá no Gibi viu!

    ResponderExcluir
  41. JOSEPH.
    LAMENTAVEL A FORMA DE PENSAR DE ALGUMAS PESSOAS,PRICIPALMENTE QUANDO SE TRATA DE PESSOAS JOVENS E INTELIGENTES QUE ESTAO EM UMA UNIVERSIDADE. EU SEMPRE ACHEI QUE DENTRO DE UMA INSTITUICAO COMO A UFV AS PESSOAS TERIAM UMA CONCIENCIA ABERTA AS DIFERECAS,JA QUE SE ESTA LA PARA APRENDER!!!O QUE ACONTECEU COM AS BANDEIRA DESTE MOVIMENTO FOI SIM UM ATO DE DESRRESPEITO E ODIO COM UMA CLASSE QUE VEM POR LONGOS ANOS TENTADO SI IMPOR NO QUE CHAMAMOS DE SOCIEDADE DEMOCRATICA.MORO FORA DA BRASIL A 6 ANOS E AQUI(INGLATERRA) EXISTE TB HOMOFOBIA,MAS EM UM NUMERO TAO PEQUENO QUE QUASE PASSA IMPERCEPTIVEL,MAS ISTO PQ O GORVERNO DO PAIS SE PREOCUPA "REALMENTE" COM TODAS AS QUESTAOES QUE SAO A RESPEITO DA IGUALDADE.NOS ULTIMOS ANOS O BRASIL TEM DADO PASSOS MAIS LARGOS EM DIRECAO A UMA SOCIEDADE MAIS JUSTA, MAS INFELIMENTE AS LEIS AINDA SAO ARCAICAS EM RELACAO A SOCIEDADE GLBT.
    CASAMENTO ENTRE PESSOAS DO MESMO SEXO,ADOCAO,COMPRAS DE BENS,DIVORCIO E OUTRAS COISAS DO MUNDO DOS "NORMAIS" JA SAO REALIDADES E O COTIDIANO DE GAYS E LESBICAS NA GRANDE PARTE DA EUROPA.QUERO DEIXAR UMA ULTIM MSG A TODOS: NAO IMPORTA O QUE SOMOS OU FAZEMOS,DESDE QUE EXISTA UM RESPEITO MUTUO ENTRE OS INDIVIDUAIS,VIVEREMOS EM UM MUNDO DE PAZ!!!

    ResponderExcluir
  42. TINHU !!!


    SE AMAR UMA PESSOA DO MESMO SEXO E SER PESSOA SEMPE NO CHAO O Q PENSA DOS SERES HUMANOS AN TERRA.

    O DIREITO DE SER O Q QUER E DE TODOS E NAUM DE UM GRUPO SO.

    PODEM TENTA COLOCA MEDO ,MAIS A CLASSE GAY NAUM VAI ABAIXA A CABEÇA NUNK COM VC Q ACHAO Q SAO DONOS DO MUNDO E DA VERDADE.
    SOMOS UM POVO Q CREC COM AMOR E FELICIDADE.

    PESSOAS FECHADAS DE MENTE NUNCA VENCE NADA MESMO.


    PREFIRO ME COLOCA DO Q CALAE NA FRENTE DESSA SOCIEDADE DE PRÉ CONCEITOS DEFINIDOS POR CONTA PROPRIA.


    VIVA NOSSAS DIVERSIDADES ...

    ResponderExcluir